Short Squeeze: a especulação que abalou os mercados

Que a especulação é inerente ao mercado de ativos, isso já sabemos. Mas existem movimentos que podem provocar forte valorização das ações e gerar ganhos e perdas bilionárias.

Esse é o Short Squeeze: um movimento que pode valorizar um determinado ativo de forma bem significativa. E levar investidores a vender seus ativos com grande prejuízo.

O que é Short Squeeze?

A Bolsa de Valores é o local onde acontecem negociações de compra e venda de ações. E as principais formas de negociar os ativos são por meio de operações de LONG e SHORT.

As operações chamadas LONG são aquelas em que o investidor aposta na valorização das ações ao longo do tempo. Assim, elas poderão ser vendidas por um preço maior do que quando foram compradas.

Já as operações SHORT são aquelas em que o investidor aposta na desvalorização da ação. Mas aí você se pergunta: por que alguém investiria em papéis que tendem a se desvalorizar?

Nessa situação, o investidor aluga estas ações de outros investidores e vende pelo preço de mercado atual. Posteriormente, com a desvalorização da referida ação, este investidor recompra por um preço mais baixo.

Ou seja, nessa posição – de operar vendido – o investidor obtém lucro com a recompra das ações por um valor menor. A diferença entre o preço de venda (maior) e a recompra (menor) é o seu lucro.

Contudo, quando o preço dessa determinada ação inverte e, ao invés de cair ela sobe, é quando acontece o Short Squeeze. Ou seja, o investidor precisa recomprar as ações por um preço muito maior, o que lhe causa prejuízo.

GameStop e IRBR3: os “azarões”

A americana varejista de games – GameStop – vinha apresentando déficit em seu faturamento e suas ações em crescente desvalorização. Quando um grupo de apostas iniciou um fórum no Reddit para movimentar o mercado a seu favor.

Em poucos dias, as ações da GameStop chegaram a valorizar mais de 1.600%. E em consequência disso, grandes fundos de hedge sofrearam perdas bilionárias.

No Brasil, tentaram reproduzir o mesmo efeito com as ações da IRB (IRBR3), a empresa que acumulou 76,88% de queda em 2020 e caía mais 20,42% no início de 2021.

Contudo, com o movimento “Short Squeeze IRB” iniciado no Telegram, um grupo de investidores tentou replicar aqui a alta destes ativos. Em 24 horas, as ações já valorizavam 17,82%.

No entanto, a CVM já emitiu alerta sobre a prática de Short Squeeze caracterizar manipulação, o que pode ser passível de punições. Além da autarquia, a própria B3 rapidamente impôs medidas protetivas nas movimentações.